Meu relacionamento

As fases de um relacionamento compreendem também aqueles momentos em que os interesses podem bifurcar.

Como é bom sentir-se apaixonado por alguém. Nessa fase de encantamento pela outra pessoa, a gente experimenta a alegria e descontração, aparentemente, além da medida.
Quando estamos apaixonados, tudo que se refere a outra pessoa é interessante. Surge, então, entre os casais a necessidade de, a cada dia, deixar-se revelar para a outra pessoa e,  um vínculo cada vez maior une os casais.
A beleza dessa disposição – em se dispor à outra pessoa – vai ajudá-los a superar as outras fases do relacionamento. Isso compreende, de maneira especial, aquelas que serão mais tumultuadas em razão das diferenças do temperamento e também das crises próprias da convivência.

Precisamos estar ciente que esse entusiasmo dos primeiros momentos irá passar. Podemos dizer que voltamos ao nosso estado normal, como todos os nossos amigos e familiares, já estão acostumados a nos conhecer. Então, sem os efeitos anestésicos da paixão, começamos a perceber a maneira real de um comportamento que velava  os defeitos, as limitações e outras coisas a respeito do (a) nosso (a) parceiro (a).
A surpresa poderá vir na maneira como a pessoa se expressa diante de uma divergência de opinião. Às vezes, os gritos ou ameaças podem ser os artifícios utilizados para garantir ou assegurar a posição de autoridade dentro da experiência a dois. Essas e outras facetas despontarão, quase sempre, em momentos fortes de crises.

Dessa forma, o envolvimento entre o casal começa a bifurcar. Aquela imagem de alguém super atencioso, romântico, compreensivo começa a destoar.
Motivados pela decepção da atitude, do comportamento da pessoa que dizia nos amar, cabe a cada um dos casais refletir a respeito do seu projeto de vida com tal pessoa.
Nessa ocasião, será muito importante avaliar se vale a pena permanecer ou investir no relacionamento, especialmente, se percebemos não haver disposição da outra pessoa, para adequação ou mudanças a fim de alcançarmos o equilíbrio dentro da vida que queremos estabelecer. São nesses momentos mais fortes, previsto nos relacionamentos, que muitas pessoas tendem a desistir do compromisso.

Assim como as alegrias fazem parte da vida de qualquer casal, enfrentar os momentos mais críticos da relação também não será evitado por ninguém.
Todos nós gostaríamos de continuar a viver somente aqueles primeiros momentos de fantasia e sonhos dos inícios do namoro ou da vida conjugal. Mas é enfrentando as dificuldades, os problemas e assumindo as obrigações próprias do relacionamento e a atitude de nos moldar às novas situações que vamos nos ajustar à realidade da vida a dois.
Tal exercício não nos impedirá de viver de maneira harmoniosa um bom relacionamento, sem deixarmos de viver as alegrias e o romantismo como pares apaixonados. Basta somente não desistir das retomadas dos nossos propósitos querendo fazer melhor a vida da outra pessoa na nossa companhia.
Qualquer tentativa de abreviar ou de pular as fases previstas em um relacionamento dificultará o crescimento dos casais.

Um abraço

Dado Moura

Compartilhe com seus amigos!

4 Comentários

  1. Estou nos meus 3 meses, e já estou nervosa….ele ja não manda msg fofas como antes, está bem mais sossegado….diz que me ama e tals….tenho 30 anos e nunca tinha namorado…. está difícil entender td isso…. é normal?

  2. Admskelly Rolim

    Felizmente temos que passar por fases em um relacionamento, pelo propósito de que serão essas fases que irão dar suporte ao nosso crescimento na vida a dois. Portanto, devemos pedir força, sabedoria e discernimento a Deus para saber ponderar em nossas condutas perante o próximo. Achei ótimo esse artigo Dado :)

  3. Muito bom! Estou namorando há 9 meses e estamos enfrentando nossa primeira crise mais séria a respeito do “fim da paixão” e as diferenças no comportamento. É uma fase muito difícil, estamos a conversar, muito diálogo por vir… enfim. Obrigado pelo artigo. Abriu a mente. Grande abraço. Deus abençoe.

  4. APARECIDA MASCARENHAS CADINA

    gosto de uma pessoa mas tenho medo de estar enganada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *