carnaval.jpg

Acreditar que vale tudo pela emoção do sonho realizado pode levar muitos a desfazer o “castelo” que tinham idealizado.

O Brasil tem o privilégio de promover a grande festa do carnaval, renomado pela beleza dos desfiles, pela grande quantidade de pessoas que se mobilizam para trabalhar na “indústria da alegria”, assim como por outras centenas de milhares de turistas que vêm para apreciar esse espetáculo. Ao ritmo de percursionistas, grupos de passistas marcam a cadência e a harmonia de suas evoluções. Todos os integrantes, empenhados num mesmo ardor, desfilam, com esmero, sua animação e alegria ao longo de 60 minutos. Realmente, é um espetáculo grandioso!


Ouça comentários do autor


Hoje, por outro lado, não podemos negar que essa festa se tornou também um modo de extravasar outros desejos, os quais são encarados com certa naturalidade pela sociedade nesta época do ano. Muitos de nós, querendo viver momentos de alegria e prazer, lançamos mão das justificativas de uma liberdade provisória, – talvez aspirando anestesiar frustrações ou carências – e avançamos decididos, passando por cima das barreiras do pudor.

“Pierrôs” e “Colombinas”, sedados pelos apelos e pelo ambiente, envolvem-se no consumo de drogas, bebidas alcoólicas e sexo desregrado – muitos deles auxiliados pelo Estado, que disponibiliza dispositivos de contracepção para o público. Após cada dia de folia, encontramos pessoas pelas ruas, as quais não conseguiram voltar para casa devido à embriaguez. Outras, conscientes do descompromisso, permitem-se envolver intimamente com alguém que conheceu no salão de baile.

Dessa maneira, adultos e adolescentes – enredados por todos os atrativos – perdem o sentido de responsabilidade e se lançam nas corredeiras do “vale tudo”.

Sabemos que não temos “sete vidas” assim como também não possuímos uma “tecla de retrocesso”, por meio da qual podemos corrigir os atos mal sucedidos. Acreditar que vale tudo pela emoção do sonho realizado pode levar muitos a desfazer o “castelo” que tinham idealizado. Pois, de alguma maneira, as conseqüências de nossas opções certamente nos atingem, assim como também atingem as pessoas mais próximas. Estar conscientes dessa realidade nos ajuda a nos empenharmos em favorecer somente a comunhão de nossas alegrias com os demais.

Buscar oportunidades de realizar nossos sonhos e desejos é nosso direito, entretanto, descobrir como vivê-los de maneira saudável e duradoura é a atitude que precisa ser observada – não apenas nos dias de grandes celebrações –, mas a cada dia de nossa existência.

Um abraço,

Dado Moura

Compartilhe com seus amigos!

27 Comentários

  1. É lamentável vermos pessoas aparentemente sadias “soltarem a franga” no carnaval. Acho que isso está ligado à um caráter hipócrita. Pelo menos eu não acredito que essas pessoas são movidas pela ocasião, mas por um desejo de extravasar o que realmente está dentro de si com a desculpa da permissividade da folia. Penso que quem tem bom-senso o tem o ano todo, e se domina. Deslizes acontecem com todo mundo, mas não são planejados (tipo: no carnaval pode tudo!). Muitos resolvem mergulhar num poço, e infelizmente jamais voltam.

    • Concordo com tudo que disse michele e ainda acrecento que muitas pessoas frustradas com suas vidas veem o carnaval uma saída momentanea para seus problemas. Exaltam a grande festa popular mas nao falam dos problemas que ocorrem nao só por morte nas estradas mas pelo abuso de drogas,violencia, dst´s
      e gravidez indesejada..

  2. NEIDE MARIA

    Dentre todo o artigo e todos os comentários , o que mais me fixou é que:
    …em tudo devemos buscar oportunidades de realizar nossos sonhos e desejos, que é nosso direito, entretanto, devemos descobrir como vivê-los de maneira saudável e duradoura… …como você falou.
    Sábias palavras!
    Que Deus o abençoe!

  3. maria de fatima rocha

    porque carnaval são 3 dias de ‘folia’, ou 4 , ja ñ sei mais?…só sei dizer que esses 3 ou 4 dias são angustiantes pra minha família porque meu marido tem problemas com àlcool e não consegue se segurar…Dado, carnaval ta chegando, ora por nós
    forte abraço.
    fatima rocha

  4. Eu ñ sou muito de curtir o carnaval na minha cidade e nem em outra, pois mesmo que estejamos acompanhadas de amigos ou até mesmo de famíliares, muitas pessoas ñ respeitam, e a segurança tbm ñ é muito confiavél, então eu prefiro ir a um bom retiro de carnaval da RCC realizado pela Diocese de Nova Iguaçu cidade vizinha a minha e depois ir pra uma boa pizzaria comemorar a vitória de Deus em nossas vidas, por termos tido a grça e a força para passarmos mais um carnaval na presença de Deus e sem traumas.

    Irei acompanhar quando eu estiver em casa o acampamento de carnaval da Canção Nova, pois participarei do retiro da RCC aqui onde moro.

    Tenham todos um ótimo carnaval em Deus, a paz!

  5. Realmente o carnaval tem de ser uma festa onde mostamos a irreverência de apenas uma festa para se conheçer uma tradição cultural. Eu sei bem o que e curtir uma festa de carnaval, no entanto, somos levados pela ondas sonoras da embriagues, pelo bombardeio da mídia mostrando uma outra imagem sonora de um mundo fantasioso e muito tendencioso.
    Precisamos sim ter muita força interior, e uma ideologia forte convictos dos nossos anseios, muitas vezes eu me sentia decontrolado no carnaval, quantas vezes me senti seduzido pela bebida, no momento depois de alguns goles de cerveja e outros destilados me sentia um super homem, mas não era bem isso que acontecia na realidade.
    Me lembro de um ano que estava viajando no litoral sul de São Paulo, passei os quatro dias de carnaval em uma casa de um colega, regrado de bebidas entre varios colegas. Ficavamos de dia na casa e a noite iamos procurar diversão, me lembro que em uma noite estava totalmente alcolizado e me envolvi em uma discussão com um colega e fiu embora para casa, estava chovendo muito e o carro ficou preso na areia. Fiquei dentro do carro até passar o efeito do caro, no outro dia acordei com as rodas do carro mais da metade na arei, e graças a DEUS tive uma ajuda de um nativo que ajudou a tirar o carro.
    Não me aconteceu nada, mas a sensação de frustração e vazio no outro dia foi muito grande. Obrigado e fiquem com DEUS.

  6. Gustavo-RJ

    Muito legal o comentário da Maria Fernanda sobre a essencia da comemoração. Valeu irmã !!.
    Sou divorciado, pai de um casal de jovens adultos que vivem com a mãe e, como a maioria dos filhos de boas famílias, tomando os critérios da vida moderna, vivem (licitamente) as “paixões” deste mundo, toleradas de forma diferenciada em tempos de reveillon, carnaval etc. Após a separação, qdo assumi a minha conversão ao catolicismo em 2005, me convidaram para acampar na C Nova no carnaval de 2006, oportunidade que tive para conhecer um modo novo de “curtir a folia”. Operou em mim a palavra de Ef 4, 22-23 (trad CNBB) – “22 – É preciso deixar a vossa antiga maneira de viver e despojar-vos do homem/mulher velho/a, que vai se corrompendo ao sabor das paixões enganadoras …” (consultem http://www.bibliacatolica.com.br/02/56/4.php).
    Pois é aí que está o segredo: precisamos ensinar (e acostumar) as crianças um modo novo de vida. Um exemplo concreto é a forma como se aproveita o carnaval, reveillon etc… na Canção Nova.
    Com a transformação espiritual da mente (Ef 4, 23 – CNBB) é possível quebrar o paradigma de que “se divertir é estar drogado e fazer mal uso da sexualidade”.
    Há um ditado q diz q “o homem é fruto do meio”. Pois bem, se nossos jovens forem frutos de um OUTRO meio, haverá mais PUREZA na atmosfera e maior fertilidade nos corações para aceitarem a semente da verdade: Jesus é o Santo de Deus.
    Invoco sobre cda uma/um a benção ensinada em Nm 6, 24-27 (leiam)
    Nos vemos no acampamento de carnaval,
    Amem

  7. Aurora Bomfim Silva Souza

    Há alguns anos atrás, quando ainda uma adolescente, fui duramente criticada por declarar que não gostava de carnaval e que achava ridículo pessoas quase nuas dançando pelas ruas.Quem me criticou pensou que estaria me ofendendo o que na verdade me deixou feliz, pois, percebi que não importa o que os outros digam devemos ser firmes em nossas convicções. Se antes não gostava de carnaval muito menos agora que o escânda-lo é ainda maior . E católico que se presa não se presta a esse papel, sabe qual é o seu lugar . Deus o abençoe por mais esse escrito muito oportuno. Um abraço.

  8. Maria Fernanda, achei o seu comentario excelente,parabens!!!

  9. Na minha cidadezinha,la no interior de Goias, nao vou negar, que eu gostava de participar do carnaval, na praca,mas,ninguem usava roupas indecentes, era uma festa bem familiar,hoje ja nao sei,estou fora ha muitos anos, e a minha vida tomou um outro rumo, ate porque,ja estou com 49 anos,esse tipo de festa, ja nao cobina mais comigo,hoje gracas a DEUS, o meu maior prazer, e ir pra missa, para o grupo de oracao, e participar do grupo do terco da rosa viva, meu prazer maior hoje, e servir a DEUS, e declarar, que sou uma pessoa extremamente feliz!!!

  10. Bons estes artigos Dado. Alguém tem que ter a coragem de levantar verdades escondidas em comportamentos aceitos como ‘normais’ pelos adolescentes no carnaval. Talvez pudessemos ainda enfatizer o etrago que estas atitudes trazem para o futuro deles como: gravidez indesejada; uma VIDA que nasce numa noite, sem que se saiba sequer o nome compelto do parceiro; pior ainda para os que abortam, impedindo esta pequena vítima ao direito à vida; com o hábito, jovens que passam a agir assim não só no período de carnaval mas em qualquer época, abrindo espaço para traições, mentiras e imaturidades das mais diversas nos relacionamentos.
    Acho que deveríamos explorar os detalhes das consequencias dos maus hábitos, e de más decisões, para ajudar os jovens a pesar na balança os prós e contras do prazer a qualquer preçõ, se possível à luz da palavra de DEUS. Q Deus abençoe voce Dado.

  11. Maria Fernanda

    Vc sabia q o Carnaval é uma festa do calendário CATÓLICO? Ele eram os 3 dias q os católicos se reuniam e festejavam com muita carne e festa, antes de entrarem na época dos quarenta dias de recolhimento da QUARESMA, preparação dos católicos para recordarem na Semana Santa, a Paixão, morte e a Ressureição de Cristo , culminando na Páscoa. Logo, era uma festa FAMILIAR. Então, se alegrar, dançar e festejar o Carnaval deve ser uma coisa natural para um Católico.
    O GRANDE PROBLEMA foi que os pagãos, movidos pelo espírito de escuridão (ou pelo ENCARDIDO, como dizia o saudoso Pe. Léo),encontraram aí uma brecha, tomaram posse dessa festa e fizeram de uma festa católica um momento de ORGIA e DEPRAVAÇÃO, deturpando toda a essência e significado dessa festa, que deveria ter cunho cristão.
    O quê nós, os católicos devemos fazer? RETOMAR O QUE É NOSSO! Gritar aos quatro cantos do mundo que o Carnaval é uma Festa cristã e festejar SIM, mas de uma forma correta, com muita alegria e música, com farta alimentação, mas sem exageros (sobriedade nunca é demais!). E muito importante: festejar de uma forma SANTA! Você pode se alegrar sem se depravar, se drogar ou se embebedar até cair!
    Um exemplo de Carnaval é o apresentado pela Comunidade Canção Nova. Este Carnaval tinha q ser incentivado a acontecer em várias partes do país e ser divulgado q esse é o Carnaval cristão!
    Vamos retomar o que é de DIREITO NOSSO e viver nossa religião com muita ALEGRIA E ORGULHO DE SER DE DEUS, DE SER CATÓLICO!
    Aprendamos a vivenciar um Carnaval Cristão!
    E antes de tudo: APRENDAMOS MAIS SOBRE NOSSA RELIGIÃO!
    SER CATÓLICO É MUITO BOM DEMAIS!

  12. SINTO DIFICULDADE EM OPINAR…O DESFILE DAS ESCOLAS,APESAR DO EXCESSO DE NUDISMO,É ACEIT´VEL COMO “SHOW”,COMO FESTA POPULAR.O QUE ACHO CONDENÁVEL É TODO E QUALQUER EXCESSO,GERALMENTE COMETIDO PELOS MAIS “ABASTADOS ECONÔMICAMENTE,QUE DE SEUS CAMAROTES POUCO OU NADA ASSISTEM DO BELO ESPETÁCULO.CONDENÁVEL É TODO EXCESSO.

  13. Uma coisa que sempre me incomodou e a cada ano me incomoda mais, é o fato de que a festa carnavalesca é construida, fabricada, celebrada, comemorada e apreciada “POR católicos, PELOS católicos e PARA católicos e católicas.
    Se não por todos, graças a Deus, e creio que todos nós aqui estamos incluídos nessa exceção, por uma grande quantidade de pessoas que se dizem(nas pesquisas do IBGE)católicos.

    Infelizmente os “católicos” carnavalescos deixam à mostra não apenas seus corpos mas também suas crenças (ou falsas crenças).

    É no embalo do fim de ano que vemos apresentadora de TV, que se diz extremamente católica e devota de santos, ensinar as suas próprias simpatias para ter sorte, saúde, dinheiro e amor no ano vindouro;

    É no embalo do final de ano que multidões de católicos vão até a praia fazer suas oferendas para as entidades lhes abrir caminho no ano novo; e é ainda no embalo do ano novo que começamos a ouvir os “sambas enredo” das escolas, homenageando essas mesmas entidades, evocando-as ou até invocando-as com palavras que sequer sabemos o significado e…… o povo canta, em alto e bom tom!

    Nunca gostei de carnaval, desde criança. Quando adolescente achava ridículo as pessoas ficarem bêbadas para “pular carnaval”. Eu dizia que não era preciso beber para ficar alegre. As pouquíssimas vezes que fui ao clube para ver se gostava, fui de cara limpa. Talvez seja por isso que não tenha gostado.

    Portanto, o mal está para o carnaval na mesma proporção que Jesus não está no coração do folião!

    Misericórdia!

  14. OBSERVAÇÃO IMPORTANTE : Em relação ao que muitos dizem que Carnaval é uma festa PAGÃ, vale salienter que tudo no passado era PAGÃO !! Ate Deus !! que veio a se batizar com o nascimento de Jesus Cristo !! Dai em diante tudo passou a ser Batizado e deve ser educado e usado no bom sentido !!!!

  15. Gosto de Carnaval / São João / e todos tipos de festas, só que se tem de Educa-las para o bem da Familia e não acabar com as mesmas. Esse ano (2010) vou passar na canção nova !!!

  16. O espírito mundano do carnaval que teve suas origens há milhares de anos, confirma seu paganismo. Mesmo com todos os esforços de religiosos em tentar mostrar às pessoas que o carnaval não é uma ‘obra do bem’ pelos excessos que são cometidos, muitos preferem esquecer os seus deveres cristãos e do dia-a-dia para se entregarem à essa festa.
    Oportuno, como sempre, os seus escritos e tomara que tenha seus efeitos no coração do nosso povo. Um abraço e que Deus esteja sempre a seu lado.

  17. Fleming Salk de figueiredo

    HÁ DIVERSAS MANEIRAS DE SE DIVERTIR SEM TRANSGREDIR, PODER BRINCAR O CARNAVAL COM RESPONSABILIDADE, NÃO É PECAR. COMO DISSE O Pe. FABIO DE MELO, O CARNAVAL É UMA FESTA MUITO BONITA, POR ISSO VAMOS NOS DIVERTIR COM PAZ, AMOR E RESPEITANDO OS PRINCÍPIOS BÍBLICOS.

    UM GRANDE ABRAÇO!

  18. Humberto Tognin

    Existem leis que devem ser cumpridas. Existe a lei dos homens, as leis da Naturesa, e as leis divinas. As leis da naturesa e as leis dos homens , caminham juntos de mãos dadas e juntas desobedecem as leis Divinas. As leis divinas não foram feitas para serem criticadas , meramente observadas , meramente estudadas ou coisas mais deste tipo, as leis divinas foram feitas para serem cumpridas pela humanidade.Todo comportamento do homem ou mulher tem seu comportamento determinada pela personalidade e esta expressa exatamente o mundo interno de cada pessoa, oque ela pensa, sente e age. nossos mundos interno não se preocupa com as leis divinas.Nestes momentos de grandes euforias, muita alegria e sem nenhuma felicidade a humanidade expressa com verdade o que é …..uma besta……liberando assim de seus mundos internos toda gama de infra dimenssão, energias negativas……mostrando assim a todos aquele nivel de consciencia em que vive. Afinal de contas a humanidade ja teve seu julgamento e o veredito final foi abismo…..
    Carnaval é apenas uma amostra do nivel espiritual do cidadão.

  19. Pollyana Fonseca

    Concordo plenamente com você Dado. Existe mil maneiras de se divertir que não necessitam de nada que te faça se arrenpender depois. Muito bom seu texto!

  20. Paulo nos ensina que: “Tudo nos é permitido, mas nem tudo nos convém.”
    Quando o nosso humano não tem uma experiencia com o divino, certamente, iremos nos afundar nas “alegrias” deste mundo. Se divertir é um direito nosso, mas precisamos ser sábios e escolher o que é do agrado de nosso Deus. Parabens Dado pelo artigo. Um abraço

  21. Oi Dado, realmente o carnaval deixa traumas, pois as pessoas pensam que no carnaval vale tudo e com isso não pensam nas consequencias que pode trazer. e é como vc mesmo postou em sua matéria “não temos “sete vidas” assim como também não possuímos uma “tecla de retrocesso”, por meio da qual podemos corrigir os atos mal sucedidos”. Por isso antes de tudo devemos pensar antes de agir para que assim todos possam aproveitar sem magoar ninguem. Adorei sua matéria.
    Um abraço.

  22. GELCIRLEI PEIXOTO

    EI DADO, PAZ E BEM! FESTA É SEMPRE BOM.COMEMORAR A VIDA, MELHOR AINDA! MAS ALGUMAS PESSOAS CONFUNDEM LIBERTADE COM LIBERTINAGEM E ACABAM, POR PURA FALTA DE FÉ E DE PUDOR, SE ENTREGANDO, LITERALMENTE, ÀS ALEGRIAS DO MOMENTO, ESQUECENDO-SE PORÉM QUE A VIDA CONTINUA, QUE AS CONSEQUÊNCIAS VIRÃO E QUE A VIDA NÃO É UM ETERNO CARNAVAL. E ALGUNS TRANSFORMAM A VIDA NUMA CONSTANTE “4ª FEIRA DE CINZAS”. LAMENTÁVEL! ABRAÇO!

  23. Daiane/ Cascavel -PR

    Sem dúvida, é uma festa observada mundialmente!

    Pena que seja conhecida fora do Brasil, como uma festa de prazeres e culto ao corpo.
    Onde mulheres malham feito loucas o ano todo, só para exibir um ”corpão” nos grandes desfiles, e assim conquistarem as mais disputadas capas de revistas..E até mesmo o sonhado convite da Playboy!!!!!
    Infelizmente…Essa é a realidade!
    No mais, é possivel sem dúvida se divertir..Quantos Louvores temos pelo Brasil nesta época!!! Aqui no Párana,(Cascavel) existe Carnaval Cristão, é uma festa linda, de louvor e adoração!!! Onde Familias, Jovens, se divertem e são felizes, são um pingo se quer de bebida alcoólica!!! Yes..Yes.. Truco!! Truco!!!

    Parabéns Dado pelo artigo, concluiu com chave de ouro, com a última frase citada!! Como diz meu namorado Emerson: ” Show de Bola”..
    Sucesso, alegrias,
    1% de Inspiração, 99% de transpiração.
    (colocação que admiro, autora: Editora Viena) Feliz 2010

  24. Carnaval é muito legal. O problema é que parte das pessoas que saem pra viver esse momento, ja vão com a intencao mesmo de ficar com alguem, beijar todo mundo que puder. Nao acho isso legal, nao quero isso pra mim e nem vejo que este é o proposito do carnaval.

  25. Sua otica esta maravilhosa sobre o carnaval. Concordo demais!

  26. MARIA JOSE

    DIVERTIR E TUDO DE BOM !! MAS NAO DEVEMOS NOS DEIXAR LEVAR PELA DIVERSAO COM ATITUDES E CONSEQUENCIAS DESASTROSAS, E SIM UMA DIVERSAO SADIA E CONTINUA !! PARABENS PELA MATERIA COMO SEMPRE FOI MUITO REFLEXIVA ……… BOM CARNAVAL UM GRANDE ABRAÇO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>