Meu relacionamento

Casar-se para que.jpgAs diferenças que o marido encontra na personalidade da esposa poderão ser os meios de crescimento para ele.

Interessante constatar que em raras situações de nossa vida temos a ajuda incondicional de alguém para atingir objetivos comuns desejados. A vida conjugal exige que ambos estejam sempre abertos a viver a graça do sacramento com a participação integral do outro. Entretanto, muitas pessoas relatam experiências negativas a respeito do casamento e culpam-se uns aos outros…Mas, se o sucesso do casamento depende do esforço de ambos, para o insucesso, certamente, a recíproca também é verdadeira, isto é, ambos foram desatentos em questões relevantes no casamento.

Se depender dessas pessoas, o conselho para aqueles que têm intenção de se casar seria de fugir para o lugar mais distante que pudesse encontrar. Desculpas e justificativas para se viver o concubinato são várias, desde a falta de condições financeiras para se fazer uma festa até o medo de dividir os bens que possuem. Algumas pessoas preferem, muitas vezes, morar juntas ao invés de oficializar o compromisso com o outro. Outras até acham que se vier a se casar poderá não dar certo o convívio como no concubinato – morar junto.

Casais, que já celebraram bodas de ouro em seus matrimônios, testemunham que, apesar de viverem tanto tempo juntos, sempre se surpreendem com um novo comportamento a respeito do cônjuge diante de uma situação inusitada. Um exemplo é quando a calma costumeira do marido ou da mulher evapora-se porque aquilo que se pretendia fazer não teve o resultado esperado. Outro exemplo acontece quando um dos cônjuges passa a ser mais ranzinza com o decorrer dos anos ou ainda quando a esposa implica com a posição da tampa do vaso sanitário etc.
Essas são particularidades do convívio que vão se despontando e certamente serão mais um novo processo de adaptação para ambos, na tentativa de restabelecer a harmonia. A disposição para tal flexibilização será tão duradoura quanto o tempo de vida de um dos cônjuges.

Não existe coisa pior para alguém do que se sentir infeliz no casamento.

A perfeição no casamento vai sendo conquistada pelo casal – que nas suas diferenças – busca aperfeiçoar-se por causa do outro. As diferenças que o marido encontra na personalidade da esposa poderão ser os meios de crescimento para ele.
As vezes, o fato de a mulher ser mais calma em tomar decisões poderá ser o meio para o marido aprender a desenvolver a prudência nos atos e vice-versa. Dessa maneira, algumas dificuldades serão facilmente contornadas, outras exigirão um pouco mais de esforço para se adequar às novas surpresas da vida conjugal.

Assim, os impasses conjugais nos convidam sempre a rever os motivos que nos fizeram optar pelo casamento. Recordar esses momentos não significa buscar motivos para desistir do compromisso assumido ao perceber, por exemplo que por tantos anos fulano ainda não aprendeu a levantar a tampa do vaso sanitário, mas para recobrar, sobretudo, os momentos difíceis que a presença e a ajuda do outro foram fundamentais no apoio para que juntos superassem os problemas.

Talvez o maior desafio – que poderá se tornar intransponível na vida conjugal – seja a dificuldade do cônjuge em não admitir a necessidade de mudança de hábitos para alcançar o sucesso do relacionamento.

Deus abençoe, coragem!

Dado Moura

Publicado originalmente em 08/out/2007

Compartilhe com seus amigos!

12 Comentários

  1. Josiane
    O casamento não e ruim.Ruim e quando o esposo e casado com seus pais. Não se permite viver uma vida fmiliar com sua família que ele escolheu.A maioria das separações culpada são as mães que são muito invejosa não e feliz e não deixa seu filho ser feliz.Mas culpado e seu filho que não acordou para vida e quer ter uma vida de solteiro.

  2. gostei Dado
    formar uma família, através do casamento é desafiar os pretensiosos que se levantam contra esta instituição formada por Deus que fez entre um homem e uma mulher, tais como foram criados, macho e fêmia, e não de igual sexo, como querem alguns.

  3. Ótimo artigo… é interessante comparar com os casos reais que conhecemos, ajuda a tentar entender porque ás vezes não dá certo.

    Abraços dado!

  4. elisangela

    excelente artigo.suponho que se assim possivel for,que falasse um pouco sobre
    casamento com pessoas de religioes diferente.pois comheço um casal em que ela é católica e ele é adventista.e situação é bem complicada.obs:( ainda são apenas namorados ).obrigado a PAZ do Senhor.

  5. Carlos Alberto Granziol

    Chega um determinado momento em que “vai ou racha”, depois de “um tempo importante para os dois”, consequencia de amadurecimento na vida do casal, talvez também seria interessante o senhor desenvolver uma reflexão sobre o “Porque não casar-se”.

  6. Boa tarde um exelente artigo,o que falta no casamento e amor ao proximo,cumplicidade.confiança,mas vivemos no mundo individualista que so eu tudo so pra mim e o outro que se dani.precisamos amar mais viver melhor com o nosso paceiro e amar mais a familia que e a base de tudo . UM abraço.

  7. boa tarde!!!! exelente artigo…sou casada a 11 anos…adoro o meu esposo..somos muito felizes…que DEUS te abençoe…

  8. Olá Dado
    Ótimo texto para reflexão. Na realidade conduzimos três vidas: a minha, a dele e a nossa vida, cada um com suas experiencias agregando valores novos a “nossa vida”.
    Por esta razão precisamos estar sempre abertos a diálogo e comunicação entre o casal.
    Abraços.

  9. Elcy Holanda

    Realmente caro amigo são duas pessoas distintas, de famílias diferentes, as quais se unem por meio de um matrimônio, e se esquecem de mudar de hábitos pessoas, e no entanto, continuam na vida a dois com pequenos vícios que podem chegar realmente a magoar e muito o companheiro(a), tendo que realmente mudar de hábito para alcançar o sucesso ou viver na cara de pau para o resto da vida.

  10. Ricardo Jose

    Show de bola meu amigo. Não façamos xixi na tampa. (risos). Obrigado pela sua reflexão. Paz e bem. Ricardo lima

  11. Paula Rosa

    Casar-se para constatar na vida que o amor nunca desiste, tudo suporta e tudo crê, na dor jamais se dobra, tudo espera pra tudo vencer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *