a arte de viver a doisA arte de viver a dois, prioriza algumas situações que necessitam de atenção especial para não comprometer a felicidade

Na vida a dois a experiência da convivência  tende a nos fazer mais flexíveis às situações que, em tempos anteriores, jamais cogitaríamos fazer qualquer tipo de ponderação e desse desafiante processo o qual se iniciou na família e junto com os amigos, atinge a sua plenitude quando nos dispomos a vincular nossas vidas. Nessa disposição de coração, saímos mais maduros.

Para tanto, se desejamos fecundar os vínculos com quem convivemos, o ato da reconciliação é uma disposição de coração que vai nos acompanhar não somente no casamento, mas em todos os relacionamentos. Nutrir os sentimentos de alguém e mantê-los vivos é uma tarefa que exigirá dedicação, comprometimento e equilíbrio. More »

A liberdade não fereA liberdade não fere outros valores, pois muitos acreditando ter domínio sobre a própria vida, se encontram mergulhados em dificuldades que os sufocam…

Estamos no século XXI, em plena era tecnológica. Tempo em que se fala da possibilidade do homem morar no espaço, entre outras coisas, que seriam fantasias algumas décadas atrás. Será que os valores morais mudam também com a evolução?
Fomos formados dentro de um padrão, os quais nossos pais achavam estar correto. Fomos obrigados a cumprir regras domésticas e aprender muitas normas, as quais, eles faziam questão que as seguíssemos, entendendo ser essas regras boas para o nosso desenvolvimento como ser humano. More »

Como realizar um sonho

Para saber como realizar um sonho é preciso permanecer no berço onde eles se desenvolvem

Sonhar não é somente entregar-se aos devaneios de um pensamento, é desejar algo com muita insistência, é também admitir a possibilidade de realizar alguma coisa.
Isso, é uma capacidade garantida a todos nós. Até mesmo para um criança que mal sabe falar, ela já tem uma ideia sobre o que deseja da sua vida. Pois, vendo seus pais andando, ela não se contenta em engatinhar; observando seus pais conversarem, ela quer emitir sons, deseja estabelecer contato. Tudo isso para fazer parte da sua primeira comunidade. More »

contar hostoriasContar histórias para nossas filhos, mesmo aquelas que têm enredos inventados, podem também formá-los nos bons costumes.

Há algum tempo atrás, ainda era muito comum sentarmos em volta da mesa e ouvirmos as histórias e ”causos” de nossos pais. Momentos nos quais – as palavras daqueles que a idade os tinha cumulado de sabedoria – penetravam pelos nossos ouvidos, levando-nos à viajar por historias fantásticas, em que até os animais podiam falar. More »

Na era dos livros digitaisNa era dos livros digitais uma nova opção que não vem para substituir o livro impresso, mas para ser mais um meio de acesso à leitura

Pensando em atender os apreciadores de livros eletrônicos, já está disponível, no Google Play e no Amazon, os livros ‘Relações sadias, laços duradouros’ e ‘Lidando com as crises’ numa versão digital.

Essa foi a maneira que encontrei para possibilitar, especialmente, às pessoas que residem fora do Brasil, e que tem acompanhado as minhas postagens, a aquisição deste conteúdo de maneira prática,  sem burocracias e com preço convidativo.

Esse novo formato nos permite fazer download do conteúdo e armazená-lo numa biblioteca virtual completa dentro de nossos dispositivos móveis (tablets, smatphones).
Essa facilidade permite aos mais aficcionados, por exemplo, conectar suas redes sociais e postar mensagens com as frases extraídas dos livros.

Além do preço especial, outra vantagem do livro digital é o fato de podermos acessá-lo a qualquer momento, em qualquer lugar e sem a necessidade de ter o sinal da operadora de telefonia móvel.

Essa nova opção não vem para substituir o impresso, mas para ser mais um meio de acesso à leitura. Basta um clique.

Adquira agora:

amazon

play

Fazer o bem ao idoso não é perda de tempoPrecisaremos também  envolver nossos anciãos naquilo que acontece na família, pois Fazer o bem ao idoso não é perda de tempo.

Fazer o bem é ir ao encontro das necessidades de alguém. Mas isso, exige da pessoa a disposição para deixar o seu conforto para fazer uma boa ação em favor de outrem.
Se ao prestarmos ajuda a uma pessoa estranha já nos traz a sensação de satisfação, maior deveria ser a alegria quando nos dispuséssemos a amparar nossos idosos, aqueles que fizeram parte da nossa história, sejam esses pais ou avós.

Para alguns idosos, envelhecer é viver a humilhação, pois a sensação para eles é de que no mundo já não têm mais o seu lugar. Para outros, a velhice pode significar, muitas vezes, suplicar para que sejam notados na convivência com seus parentes. Leia mais

Page 1 of 612345...Last »