Meu relacionamento

Os cuidados com as amizades virtuaisPara que ninguém viva no vácuo de um relacionamento deve-se saber discernir e ter os cuidados para lidar com as amizades nas redes sociais.

As amizades com o sexo oposto – quando não trabalhadas de maneira equilibrada – podem colocar em risco outros relacionamentos. Dependendo do tipo de vínculo que se estabelece com alguém, as partilhas e confidências tendem a levar a amizade para uma esfera de maior proximidade entre as pessoas. Assim, não será difícil retribuir, tamanha atenção, com outros gestos de carinho.

Uma amizade – quando se torna mais intensa do que os laços existentes entre o casal – gera o ciúme e rouba a atenção da pessoa comprometida. Esse tipo de relacionamento provoca transtorno, sem que, de fato, haja uma maior intimidade entre os amigos. More »

As 1001 habilidades das mulheres

Elas parecem ter desenvolvido 1001 habilidades, pois não se deixam abater tão facilmente pelo cansaço.

Conforme os dados estatísticos, há mais mulheres no mundo se comparados ao número de homens, e isso posso confirmar no meu dia-a-dia. Particularmente vivo rodeado, em casa, por 4 mulheres e no trabalho o fato se confirma, numa outra grandeza exponencial.
No convívio diário com tantas mulheres concentradas no mesmo espaço físico, não é difícil perceber algumas cenas que, certamente, se repetem também em outros ambientes, seja em casa ou no trabalho onde elas são as protagonistas. More »

Entendendo a origem de nossas frustrações, podemos lidar melhor com tal sentimento, o qual pode jogar por terra toda a nossa autoestima.

Um dos sentimentos que eu acredito ser o mais difícil para superar é a  frustração. Ainda que a gente tenha consciência sobre a fragilidade das pessoas, ninguém está preparado para lidar com as decepções. Nós queremos provar do júbilo do triunfo e da glória mas não estamos preparados para enfrentar o fantasma das decepções, das perdas e consequentemente das frustrações. More »

 

redes sociais um motivo de ciumeRedes sociais um motivo de ciúme para muitos, mas não podemos condenar um tipo de mídia por causa do mau uso que outras pessoas têm aplicado a este.

Esta cada vez mais comum, encontrarmos pessoas que mantém seu perfil na rede social.
E, não há como negar que a cada dia crescem os meios para permanecermos conectados nesta grande teia cibernética, chamada internet. Seja por motivo profissional ou por lazer, sempre encontraremos alguém registrado num perfil digital. Tal inserção é ainda acentuada com a tecnologia dos novos telefones e ultimamente, presentes também nos relógios de pulso. Esses equipamentos nos mantém informados sobre o que acontece no mundo, como também, sobre o que as pessoas comentam sobre as nossas publicações. De repente, cada um de nós se tornou uma figura publica. More »

A liberdade não fereA liberdade não fere outros valores, pois muitos acreditando ter domínio sobre a própria vida, se encontram mergulhados em dificuldades que os sufocam…

Estamos no século XXI, em plena era tecnológica. Tempo em que se fala da possibilidade do homem morar no espaço, entre outras coisas, que seriam fantasias algumas décadas atrás. Será que os valores morais mudam também com a evolução?
Fomos formados dentro de um padrão, os quais nossos pais achavam estar correto. Fomos obrigados a cumprir regras domésticas e aprender muitas normas, as quais, eles faziam questão que as seguíssemos, entendendo ser essas regras boas para o nosso desenvolvimento como ser humano. More »

enfrentando as dificuldadesMuitas vezes, acreditamos cegamente que todos os nossos planos vão se cumprir como desejamos.

Tal como numa película cinematográfica, nossa vida é composta por vários quadros, a qual a cada segundo vai se compondo numa obra de arte. Dentro dessa história, que desejamos contar, temos como “script” nossos projetos de vida. Arriscar-se a vivê-los é o que desejamos fazer; mesmo que não tenhamos a vivência daqueles que já passaram pelos percalços da vida e aprenderam a superá-los. Mas, por mais que outras pessoas tendam a nos recomendar cautela ou até mesmo a nos advertir sobre como devem ser os nossos procedimentos, nem sempre estamos interessados em acolher suas sugestões. leia mais

Namoro na viuvezNós geralmente não pensamos na possibilidade de viver sozinhos, especialmente quando estamos casados. Contudo, sabemos que ninguém nasceu para viver eternamente e, certamente, um dia, um dos cônjuges partirá e o outro passará a viver um estado de vida, que chegará de repente, sem ao menos lhe dar opção de escolha: A viuvez.

Algumas pessoas – após o convívio com o cônjuge partilhando alegrias, dificuldades e desafios, vivendo os mesmos objetivos – nos dão a impressão de que o tempo de vida comum a dois as fez viver quase que como “siamesas”. Essas pessoas não conseguem se imaginar sozinhas. Embora tendo ainda filhos por perto, o viúvo nem sempre conseguirá derrotar a solidão, a qual muitos não desejam ter como parceira de vida. leia mais


fotoblog4
Num convívio em que a dificuldade de comunicação entre o casal é grande, os vínculos facilmente se enfraquecem e favorecem a desconfiança.

Encontrar a pessoa certa – que corresponda exatamente a tudo aquilo que gostamos e que entenda perfeitamente nossos sentimentos diante de uma situação contrária – pode parecer ideal, mas pouco provável.
Cada indivíduo tem uma resposta diferente para determinada situação. Conhecer nossos limites e controlar as fraquezas de nossos temperamentos pode ser a “pitada” certa para dar equilíbrio aos nossos relacionamentos.

Muitas vezes, dentro do convívio do casal, vai acontecer algo que nos tire do sério. Nessas horas, as circunstâncias podem nos levar a atitudes tempestivas, com palavras duras, as quais trarão à tona um comportamento pouco conhecido pelo nosso cônjuge. leia mais

Página 2 de 1412345...10...Last »