Idoso, quando tudo parece conspirarPor mais importante que seja o que eles têm a falar, poucos se detêm para ouvi-los.

Todos têm algo para oferecer, independentemente da idade. As crianças, ainda que não cooperem com sua força física, contribuem com a alegria em uma casa. E com o passar dos dias, os nossos pequenos irão fazer novas descobertas, adquirindo uma nova percepção a respeito do mundo. Após alguns anos, eles passarão pela puberdade, entrarão na vida adulta e, pouco a pouco, a presença deles se tornará mais participativa na sociedade.
No ciclo da vida, como todas as coisas, aquelas crianças, que um dia encantaram a família com sua destreza, também vão adentrar na terceira fase da vida e já não chamarão mais a atenção como antes. Por terem se tornado pessoas “velhas”, nem o conhecimento absorvido ao longo dos anos as tirará do “exílio” social.


Podcast


Vivemos numa sociedade utilitarista, na qual aquele que não produz parece não ter direito de participação. E, assim, a importância da pessoa mais vivida, experiente, para a sociedade começa a se inverter. Dessa forma, por conta de de mais um aniversário, o censo transfere alguém, que antes pertencia ao quadro das estatísticas dos indivíduos economicamente ativos, para o quadro da população improdutivas.

A parcela mais insensata da sociedade acredita de que a presença dos idosos em lugares públicos esteja “roubando” a vez de alguém que tem uma agenda repleta de compromissos; a lentidão dos seus passos, mesmo que eles [os idosos]tentem caminhar um pouco mais rápido, parece ainda obstruir a passagem nas calçadas. Para essas pessoas, ao se depararem com a debilidade de nossos velhos, realizando uma atividade simples como de atravessar uma rua, já os condenam à morte social.

Por mais importante que seja o que eles têm a falar, poucos se detêm para ouvi-los. Pois, invariavelmente, em meio à conversa, a memória, já não tão eficaz, faz com que repitam o mesmo assunto várias vezes ou se percam em meio ao raciocínio… Tudo parece conspirar contra aqueles que já viveram mais da metade dos anos de seu ciclo de vida. O peso dos anos coopera para que seus olhos já não enxerguem tão bem, mesmo com a ajuda de óculos e as doenças já não são curadas com a mesma rapidez com que aparecem… Como se tudo isso não fosse o suficiente, qualquer coisa que façam parece estar errado diante do mundo.

Sabemos que, como consequência natural do tempo, o envelhecimento faz todas as pessoas sofrerem com a deterioração da saúde. Todavia, não precisamos retirar ou diminuir a dignidade daqueles que abriram e facilitaram o nosso acesso para um mundo melhor. Fazer uma sociedade mais justa para os mais idosos é um compromisso que exige de cada um de nós a coragem de derrubar os padrões estereotipados, os quais classificam o valor de uma pessoa na eficiência e na sua vitalidade física.

Um abraço

Dado Moura

Compartilhe com os amigos!

6 Comentários

  1. Marcio de freitas

    Caro Dado, espetacular essa mensagem, quantas situações vivi com meus Pais e não conseguia enxergar esse lado humano neles, mas de tanto que eles me orientaram hoje consigo enxergar isso no meu casamento, pessoas que não desistiram de mim. E isso que devemos fazer hoje, na simplicidade da vida, dentro de um onibus oferecer o lugar que é de direito das pessoas mais experientes, não chamo de velhos, mas pessoas vividas. Esse esteriotipo de pessoas velhas são aqueles que não querem envelecer, seja pelos cabelos grisalhos, seja por ter um corpo esbelto por toda vida, seja querer aparecer mais com sua imagem do que propriamente o que realmente ela é. Vivemos num mundo dificil, mas e possível mudar os jovens, sou de uma pessoa por meio de uma união que amo muito, ela tem uma deficiência na perna mas jamais olhei por essa deficiencia na perna mas a pessoa, o amor dela me completa por outras coisas. As aparências enganam, vivemos num mundo de cristal, que devemos mudar com pequenas atitudes, quando respeitarmos os maravilhosos cabelos brancos das pessoas já vividas o mundo será melhor, e as crianças tem esse dom de ver além dos adultos, DEUS abençoe a cancaonova…e a obra catolica….

  2. Pingback: Violência familiar e doméstica « Dado Moura – comportamento, relacionamentos, namoro, casamento e outras reflexões

  3. sr dado sou uma senhora de 78 anos e poço afirmar que tudo isso que o sr escreveu e a pura verdade . E porque sou uma idosa aprendi observar as razoes das difereças que são as seguintes:alem das nossas deficiencias causadas pela idade,tem tambem a espiritual.No decorrer da nossa vida aprendemos valorisar o que é eterno e agora os nosso assuntos não são do interesse dos mais moços que estão envolvidos com coisas menos importantes .As vezes temos que omitir uma palavra de sabedoria para não provocar discussão afastamento , [não ser chata
    maria

  4. Jael Maria

    Parabéns! É nisso que a sociedade brasileira deve refletir: a real atenção aos nossos idosos. Tal como a sociedade oriental, que valoriza a sabedoria e experiência dos seus idosos. Principalmente por que os idosos, que já têm limitações impostas pela idade, ainda enfrentam o que você chamou de “exílio social”. No exercício da nossa paciência, vamos fortalecendo nosso espírito e nos assemelhando, um pouco mais, a Cristo Nosso Senhor!
    E, se Deus nos permitir, chegaremos lá, na velhice com o espírito cristão de uma criança!
    Um grande abraço!
    Jael Maria – Santos – São Paulo

  5. Dayse Noval

    Acho muito importante esta reflexão. Principalmente quando se refere a questão do idoso no Brasil. Embora hoje o idoso tenha seus direitos garantidos por um estatuto, onde podemos considerar que foi uma grande conquista social, o desrespeito e a discriminação aos mesmos continuam em alta e sendo praticados por quem deveria ser se orgulhar deles; nossa sociedade.

    Valeu Dado por levantar essa bandeira

    Dayse Noval- RJ

  6. Sr. Dado Moura
    Venho agradecer ao sr a verdade dita em seu texto, pude notar em suas palavras o que realmente acontece nos cidades cada vez mais agitadas.
    É sim necessária a compreensão de todos nós, afinal, feliz é aquele que torna-se um idoso saudável.
    Não é de meu agrado ver ninguém maltratando idosos, trabalho com idosos e por isso sei o que eles necessitam, e o que eles querem é apenas viver.
    Agradeço mais uma vez o ótimo texto, que sirva de atenção a todos nós!!
    Para quem quiser entrar em contato, sou acompanhante de idosos!
    email : personalcamilo@hotmail.com
    twitter: http://www.twittere.com/personalcamilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>