Meu relacionamento
O perigo dos descuidos na vida conjugal

Foto: Wesley Almeida

Motivos para minar um relacionamento sempre existiram e estarão a rondar a cada um de nós como um leão que espreita  sua presa.

Muito se fala da infidelidade entre casais. Nessa discussão muitos aparecem como culpados por causarem tal infortúnio. Nesse emaranhado de suposições são julgadas as redes socias, as crises financeiras e, não poderia escapar de tal julgamento a índole da pessoa.
Por vezes, os homens são os maiores culpados, mas de maneira geral ninguém – tanto homem quanto as mulheres – estão isentos de viver tal situação.
Quando querem culpar os homens, ouvimos dizer que eles não podem ver um “rabo de saia”, que são todos “mulherengos” entre outras coisas. No outro extremo quando alguém quer condenar as mulheres muitos outros adjetivos são atribuídos a elas sem poupá-las do respeito, dizendo que fulana roubou o seu marido, que ela não presta ou que é uma oportunista etc. More »

recomecar a vida apos o divorcio

Diante do desânimo da separação, a pessoa separada acaba desacreditando na sua própria capacidade de recomeçar a vida após o divórcio.

Sem fazer apologia á separação, algumas situações acabam nos cercando.
A gente sabe que muitos casamentos não conseguiram alcançar o final feliz, embora isso tenha sido o sonho dos noivos e familiares alguns anos atrás.
A separação ou o divórcio é uma impactante perda na vida do casal, como também na vida dos filhos. Os conselhos, a busca por ajuda de psicólogos, quase sempre são as ferramentas de tentativas de resgate para o casamento.  Diante dos desentendimentos entre pai e mãe, nem os filhos estão livres do estresse gerado pelos desacertos do casal.

Apesar  de  marido ou mulher justificarem seu desejo de separar-se, tal  decisão traz consigo muitos temores. More »

casais de segunda uniao e o que elas esperamOs casais de segunda união e o que elas esperam dessa nova vida para fazê-la feliz.

Recentemente, recebi um e-mail de uma pessoa, a qual relatava a seus questionamentos diante de um novo relacionamento. Essa pessoa encontrava-se vivendo um dilema entre viver uma nova experiência amorosa ou abandonar o seu sonho;  pois ambos vinham de um casamento falido.  Assim, por considerar que poderia também ser útil para outras pessoas, resolvi apresentar algumas sugestões, reservando o direito de não tocar nas questões que levaram a falência do casamento. Aliás, nesse âmbito, somente os casais poderiam justificar sobre aquilo que não contribuiu para o progresso de seus casamentos, como gostariam que acontecesse. More »

Namorar um divorciado

Namorar um divorciado haverá a necessidade de acolher os filhos, quando houver, e outros compromissos resultado da separação.

A chance de um namoro bem sucedido está naquele que se inicia sob a luz da verdade. Antes de iniciar um compromisso sério é importante compreender a realidade de vida da outra pessoa,  com quem temos interesse de viver. Pois há quem se envolve com alguém que vem de uma situação de divórcio e, em razão dessa realidade algumas coisas poderão ser um desafio. More »

No controle de um novo estado de vida

foto: Wesley Almeida

Após o fim de um relacionamento, antes da pessoa investir sua vida numa nova relação, será interessante  sentir que está no controle de um novo estado de vida.

Muitas pessoas têm o desejo de viver a experiência de um novo relacionamento após ter superado as crises de uma separação. Por outro lado, outras enfrentam a dificuldade de voltar a acreditar nas promessas de viver com o (a) pretendente o sonho encantado da felicidade eterna.

Nós sabemos que em nossas primeiras experiências de namoro havia uma pré-disposição para viver a cumplicidade incondicional com o outro. Contudo, para aquelas pessoas que vieram de um casamento falido é mais difícil acreditar nas novas propostas oferecidas pelo pretendente, muitas vezes, em razão da bagagem de sofrimentos e dores que trouxeram de um romance conturbado já vivido.

More »

A presença de filhos no namoroSerá interessante cultivar a aproximação do pretendente junto ao filho do (a) namorado (a) e conquistar também sua amizade.

Já diziam as pessoas mais velhas que cautela e caldo de galinha não faz mal a ninguém. No processo de namoro isso também se aplica quando um dos namorados traz consigo, os filhos de um relacionamento anterior. Seja esse, fruto de um casamento frustrado, ou das sequelas de  um relacionamento em que foram atropelados as etapas da convivência.
Todos nós trazemos no íntimo o desejo de nos sentir amados e especial para alguém. Em um relacionamento que se inicia a três pessoas, o compromisso de promover a felicidade do outro, se estende na mesma proporção ao filho do (a) namorado (a).  leia mais

As sequelas da infidelidade

O distanciamento vai induzir a pessoa a acreditar que as respostas para resolver as insatisfações na vida conjugal estão na tentativa de viver uma nova experiência sentimental.

Sabemos que, na vivência da vida conjugal, nenhum dos cônjuges está completamente cego para as imperfeições do outro. Por maior que seja o tempo de vida em comum, os defeitos da pessoa com quem convivemos, assim como os nossos, sempre devem ser minimizados ou erradicados, a fim de favorecer um ambiente harmonioso em família. A graça de um relacionamento está na atitude do cônjuge de oferecer para o outro aquilo que ele tem de melhor. leia mais

Casais separados, na busca da felicidadeSe a nossa felicidade depende de nossas escolhas, após a separação, a pessoa precisará ser muito mais seletiva se pretender viver uma segunda união.

Ninguém deseja iniciar um relacionamento já estabelecendo um tempo de duração para ele. Contudo, há alguns compromissos que não conseguem resistir aos desafios propostos pelo casamento e culminam na separação. Isso pode ocorrer por falta de maturidade dos casais, pela falta de conhecimento quanto às obrigações e responsabilidades contidas no matrimônio ou por outros motivos que podem ser justificados somente pelos dois. leia mais

Página 1 de 212