Meu relacionamento

Não tenho namoradoMuitas vezes, fazemos demasiadas exigências de uma perfeição, a qual também não possuímos, mas que aplicamos aos outros.

Quem de nós não se lembra da turma do colégio, com a qual brincávamos e partilhávamos muitas horas de alegria e descontração, no cinema, na danceteria, festinhas, entre outras atividades. Com o passar do tempo, muitos desses amigos, pouco a pouco, foram encontrando alguém e começaram a namorar. Após alguns anos, aquela galera dos animados finais de semana se reduziu em apenas alguns solteiros. E, por fim, aquela pessoa que era a sua melhor companhia, de repente, também anunciou que estava apaixonada por alguém. Parecia que todo o mundo tinha encontrado a “cara-metade”… leia mais

o poder de um super-homemMuitos homens se enveredam pelos caminhos da depressão, quando experimentam o fracasso exatamente naquilo que pensava ter o controle.

No convívio do nosso dia-a-dia percebemos que, ao contrário das mulheres, são poucos os homens que se dispõem a elogiar o desempenho ou a atitude de um colega de trabalho. Quando estes ousam reconhecer o feito do outro, quase sempre se limitam a fazê-lo por meio de poucas palavras, tais como: “Parabéns!” ou “Foi um bom trabalho!”
Talvez resistam tanto em consequência de uma disputa inconsciente e ainda primitiva – herança de seus ancestrais – disputa esta que os obrigava a garantir a supremacia dentro de seu grupo. Ao depararem com um amigo que se encontra aborrecido com alguma coisa, também reagem de maneira superficial com as palavras. Eles mal se oferecem para escutar o companheiro, mas, tentam ajudá-lo com uma outra atitude na tentativa de desviar a preocupação do colega a respeito do problema. leia mais

Um compromisso para toda a vidaA ideia do compromisso para toda a vida pode nos provocar calafrios. Como poderíamos medir o infindável?

A idéia do compromisso eterno pode nos provocar calafrios. Como poderíamos medir o infindável se nossa percepção de tempo está compreendida dentro de um calendário, montado e definido por homens, com 365 dias e formatados em 24 horas?

Ficamos surpresos em conhecer casais que, numa idade em que a vitalidade de suas vidas esteja apoiada por muletas, ainda celebram suas bodas. Acreditar que nossos relacionamentos durarão por toda uma vida pode até nos trazer um sentimento de impossibilidade leia mais

enfrentando as dificuldadesMuitas vezes, acreditamos cegamente que todos os nossos planos vão se cumprir como desejamos.

Tal como numa película cinematográfica, nossa vida é composta por vários quadros, a qual a cada segundo vai se compondo numa obra de arte. Dentro dessa história, que desejamos contar, temos como “script” nossos projetos de vida. Arriscar-se a vivê-los é o que desejamos fazer; mesmo que não tenhamos a vivência daqueles que já passaram pelos percalços da vida e aprenderam a superá-los. Mas, por mais que outras pessoas tendam a nos recomendar cautela ou até mesmo a nos advertir sobre como devem ser os nossos procedimentos, nem sempre estamos interessados em acolher suas sugestões. leia mais

Como escolher um namoradoNa hora da escolha, algumas incompatibilidades podem até ser negociáveis durante o namoro, mas vale a pena verificar o grau de importância que a pessoa atribuiu a elas

Há quem se diz “azarada (o)” para as coisas que se refere ao coração, pois nenhum  de seus relacionamentos foram duradouros, o bastante, como  esperava.
Muitas pessoas reclamam sobre a dificuldade de manter o namoro, argumentando das muitas incompatibilidades  que apareceram ao longo do convívio.  Aquele que acreditava ser o príncipe de um conto de fadas, depois de um tempo, parece ter se transformado em sapo, ao perceber que, as palavras ou o romantismo envolvente dos primeiros encontros, tinham uma data de validade… Leia mais

Lidando com as crises

Apenas mentalizar as mudanças que desejamos – sem agir para que estas aconteçam – de nada resolverá nossas crises.

Como seria bom se – ao puxarmos a folha do calendário do dia anterior – fosse para o cesto de lixo todas as nossas maldades, problemas e tristezas vividos. Contudo, nada disso acontecerá se ao iniciar um novo dia não nascer também em nosso coração o desejo de traçar novas metas ou corrigir outras nas quais não obtivemos bons resultados.

Apenas “mentalizar” as mudanças que desejamos – sem agir para que estas aconteçam – de nada resolverá. Leia mais

Mentira, o germe que corrompe os laçosA maior dificuldade para aquele que mente é contar sempre a mesma história a fim de não cair em contradição quando questionado.

Embora não devesse ser comum, a atitude de esconder ou distorcer uma verdade acontece nos negócios, na política e, infelizmente, muitas vezes, também, entre pessoas cujo compromisso deveria estar fundamentado na transparência e na verdade. Muitos podem ser os motivos que levam alguém a usar da mentira como justificativa. Por mais inocente que esta possa aparentar, aquele que faz uso dela sabe perfeitamente sobre seus efeitos colaterais quando descobertos. Quase sempre, as consequências poderão ser maiores do que se imagina, gerando desconfiança e má fama.   leia mais

Todo mundo já escreveu alguma coisa para alguém, mesmo não gostando.

De poeta e louco, todo mundo tem um pouco.
Talvez, este trocadilho também pudesse ser usado para os escritores, pois há pessoas que, mesmo não gostando de escrever, já ousaram fazê-lo através de algumas linhas adocicadas de ternura em longas cartas para a namorada – tempo em que não havia e-mails ou messengers. Outros continuam escrevendo e, pouco a pouco, com maior capacidade, vão apresentando suas ideias de maneira clara e objetiva. leia mais

Página 1 de 3123