Uma prova de amorHá aqueles que tentam convencer a namorada de que, para  provar o seu amor, eles deveriam viver a intimidade.

Para saber se existe amor entre duas pessoas não é necessário fazer alguns testes. Um relacionamento verdadeiro não altera nosso organismo a ponto de algo ser detectado num exame laboratorial, nem pode ser medido pela quantidade de presentes valiosos que recebemos. Podemos nos encantar com a beleza de alguém, mas seus atributos e sua performance na intimidade não nos garantem que tal pessoa seja aquela que esperamos ser o (a) esposo (a) perfeito (a).

Quando compramos um produto, queremos nos certificar da garantia de qualidade desse item que estamos levando para casa. Contudo, num relacionamento a dois, a garantia de estarmos sendo correspondidos não se dará por meio de loucas manifestações de amor em público ou da pressão psicológica do namorado que insiste em querer uma “prova de amor”. Qualquer  proposta que desrespeite os direitos da outra pessoa apenas reforça a imaturidade do relacionamento e também da pessoa que exige tal comprovação. Há outras maneiras de provar que amamos alguém sem usar as palavras ou forçar uma situação na qual apenas um seja  beneficiado.

A atenção e o zelo pelo outro tendem a colocar a pessoa amada sempre em primeiro lugar.  Entre casais que dizem se amar não pode haver sentimentos ou atitudes de egoísmo. Há namorados que poderiam afirmar milhões de vezes amar a namorada, entretanto, nem sempre seus gestos refletem o que é falado, pois, com atitudes, muitas vezes, grosseiras, expõem-na a situações vexatórias, tanto em gestos como em palavras. Alguns nem mesmo se preocupam em reservar momentos oportunos para tratar de assuntos que dizem respeito somente ao casal. Em algumas circunstâncias, tratam a pessoa amada como alguém sem direito a expressar sua vontade ou opinião. Há outros ainda que tentam convencer a namorada de que, para  provar o seu amor, eles deveriam viver a intimidade.

Um namorado honesto não vai exigir da namorada nada em troca para que ele possa amá-la ou respeitá-la ainda mais.

Se o namorado deseja provar seu amor para a namorada ou vice-versa, penso que melhor seria, para ambos, aprenderem a ser suportes um para o outro, especialmente quando a pessoa amada não estiver vivendo uma boa fase em sua vida. Que o casal de namorados saiba ouvir ou procure entender o momento que o (a) outro (a) está vivendo ou, se for necessário, até mesmo adverti-lo (a) quando houver divergência de opiniões; porque nem sempre ele ou ela é o dono da verdade. Quem ama cuida e deseja o melhor para o outro. Se uma correção pode ajudar no crescimento da pessoa, por que não fazê-la?
A prova de que somos realmente amados aparecerá no crescimento e na maturidade que o namoro traz para a nossa vida.

Parafraseando a amiga Márcia Cohen, a melhor prova de amor que alguém poderia conceder à namorada seria, primeiramente, provar que a ama  não pedindo nada como comprovação ou troca.
Que os gestos de afabilidade e carinho sobressaiam e provem por si que você é a pessoa que a namorada esperava encontrar. Do contrário, ainda que fosse dada uma prova de amor, essa pessoa não seria a mais indicada com quem ela gostaria de fazer seus votos eternos para a vida conjugal.

Um abraço,

Dado Moura

Para saber se existe amor entre duas pessoas não é necessário fazer alguns testes. Um relacionamento verdadeiro não altera nosso organismo a ponto de algo ser detectado num exame laboratorial, nem pode ser medido pela quantidade de presentes valiosos que recebemos. Podemos nos encantar com a beleza de alguém, mas seus atributos e sua performance na intimidade não nos garantem que tal pessoa seja aquela que esperamos ser o (a) esposo (a) perfeito (a).

Quando compramos um produto, queremos nos certificar da garantia de qualidade desse item que estamos levando para casa. Contudo, num relacionamento a dois, a garantia de estarmos sendo correspondidos não se dará por meio de loucas manifestações de amor em público ou da pressão psicológica do namorado que insiste em querer uma “prova de amor”. Qualquer  proposta que desrespeite os direitos da outra pessoa apenas reforça a imaturidade do relacionamento e também da pessoa que exige tal comprovação. Há outras maneiras de provar que amamos alguém sem usar as palavras ou forçar uma situação na qual apenas um seja  beneficiado.

A atenção e o zelo pelo outro tendem a colocar a pessoa amada sempre em primeiro lugar.  Entre casais que dizem se amar não pode haver sentimentos ou atitudes de egoísmo. Há namorados que poderiam afirmar milhões de vezes amar a namorada, entretanto, nem sempre seus gestos refletem o que é falado, pois, com atitudes, muitas vezes, grosseiras, expõem-na a situações vexatórias, tanto em gestos como em palavras. Alguns nem mesmo se preocupam em reservar momentos oportunos para tratar de assuntos que dizem respeito somente ao casal. Em algumas circunstâncias, tratam a pessoa amada como alguém sem direito a expressar sua vontade ou opinião. Há outros ainda que tentam convencer a namorada de que, para  provar o seu amor, eles deveriam viver a intimidade.

Um namorado honesto não vai exigir da namorada nada em troca para que ele possa amá-la ou respeitá-la ainda mais.

Se o namorado deseja provar seu amor para a namorada ou vice-versa, penso que melhor seria, para ambos, aprenderem a ser suportes um para o outro, especialmente quando a pessoa amada não estiver vivendo uma boa fase em sua vida. Que o casal de namorados saiba ouvir ou procure entender o momento que o (a) outro (a) está vivendo ou, se for necessário, até mesmo adverti-lo (a) quando houver divergência de opiniões; porque nem sempre ele ou ela é o dono da verdade. Quem ama cuida e deseja o melhor para o outro. Se uma correção pode ajudar no crescimento da pessoa, por que não fazê-la?

A prova de que somos realmente amados aparecerá no crescimento e na maturidade que o namoro traz para a nossa vida.

Parafraseando a amiga Márcia Cohen, a melhor prova de amor que alguém poderia conceder à namorada seria, primeiramente, provar que a ama  não pedindo nada como comprovação ou troca.

Que os gestos de afabilidade e carinho sobressaiam e provem por si que você é a pessoa que a namorada esperava encontrar. Do contrário, ainda que fosse dada uma prova de amor, essa pessoa não seria a mais indicada com quem ela gostaria de fazer seus votos eternos para a vida conjugal.

Um abraço!

Compartilhe com os amigos!

16 Comentários

  1. ana cristina

    eu queria dar tanto uma prova de amor ao meu ex namorado ele acabou comigo, dize que nao me amava. mas eu queria tanto a ele de volta. me ajude
    o que poço fazer?

  2. Estou enfrentando uma forte pressão psicológica pelo meu ex marido. incorformado pelo fim de um casamento de vinte e seis anos do qual ele destruiu por todos os motivos imagináveis, torturas físicas e psicológica, traições e humilhações e agora que me pressionar a voltar usando de chantagem à ameaças, não sei mais o que fazer. Acho que serei uma a mais nas estilística de mulheres mortas pelos seus eis, pois entrei com um divorcio litigioso e fui jurada de morte se nao desistir.

    • Procure a delegacia da mulher e faça um boletim de ocorrência. Vc melhor que ninguem sabe que mesmo desistindo do divorcio isso vai mudar. Se em 26 anos ele nao mudou nao vai ser com a cancelamento do divorcio que ele aprender a tratar uma mulher com dignidade.

  3. boa noite.. eu encontrei a felicidade pela segunda vez…e agoa ela pedi uma prova de amor…que ñ seja so palavras como eu provo a ela… me ajudem eu a amor muito…

  4. Muito show!
    Me ajudou muito!

  5. gustavo felipe

    oi dado minha namorada vive me pedindo uma prova de amor mas eu naum sei oq eu faco para provar que eu a amo,ja estamos juntos a 5 meses eu sempre falei que a maior prova de amor pode ser a mais simple,respeito,fidelidade,e confiança um no outro mas parece que ela nao entende isso.oq eu poderia estar fazendo para ela acreditar realamente que eu a amo??eu ja nao sei o que eu faço eu tenho medo que ela viva nao acreditando em mim.. espero resposta breve pq eu ja nao sei oq eu faço

  6. Dado…namorei com um rapaz 3 anos,ano passado trai ele e logo eu que jurei amor eterno,ele ñ merecia o que fiz com ele,o pior agora é que ele ñ acredita mais em mim,o que faço para reconquistar ele d volta e provar que ainda o amo?

  7. Oi Dado , eu trai meu namorado. E ele falou que me ama mas se ele voltar comigo quem vai garanti que eu não vou fazer de novo. Agora ele quer uma prova de que eu o amo de verdade , o que eu faço ?
    Ele tá certo em pedi essa prova ?

    • oi Hemelly como esta no texto: !a melhor prova de amor que alguém poderia conceder à namorada seria, primeiramente, provar que a ama não pedindo nada como comprovação ou troca.” Antes de considerar a retomada do namoro, melhor identificar como anda a saude do seu relacionamento. abracos

  8. lendo seus testos aprendir muito a confiar no meu parceiro e aprndir o significado do verbo amar

  9. humberto tognin

    Qual a diferença entre amor e paixão??Quem acredita que esta carcarejada humanidade chamada de seres humanos……que deveria ser chamada de seres humanóides……assim ficaria melhor!!!, acharia que alguem possa saber a diferença?Dado se tiver a resposta me mande um e-mail…..obrigado…

  10. oi,dado,vc sempre com textos lindos,parabens pelas palavras….
    abraços

  11. Ana Claudia

    Parabéns Dado, sempre com muita sabedoria nas palavras.

  12. GIL PEIXOTO

    DADO, PAZ E BEM! TIVE NA MINHA JUVENTUDE, UM AMOR DOENTE QUE DEIXOU MARCAS E SENTIMENTOS MUITO RUINS. TANTO, QUE DEPOIS DELE, NÃO CONSEGUI ME RELACIONAR SADIAMENTE COM OUTRO HOMEM PQ SEMPRE COMPARO E ESTOU SOZINHA POR MEDO DE SOFRER TUDO DE NOVO. PREZO MUITO O QUE SINTO E ME FECHO MUITO A QUALQUER PESSOA QUE ME LEMBRE TUDO QUE PASSEI JUNTO DO PRIMEIRO. SOFRO COM ISSO E SEI QUE PERDI E POSSO AINDA PERDER A OPORTUNDADE DE SER FELIZ COM OUTRO HOMEM, MAS PEÇO A DEUS SEMPRE A CURA DAS MINHAS FERIDAS E UM HOMEM QUE NÃO ME ROUBE DE MIM, COMO DIRIA PE. FÁBIO. QUERO UM AMOR SARADO E QUERO ESTAR SARADA QDO ELE CHEGAR. QUERO UM AMOR SANTO, UM NAMORO SANTO E ALGUÉM QUE ME LEVE AO CÉU. LITERALMENTE!! ABRAÇOS, IRMÃO!

  13. Marcia Cohen

    Lendo seu texto fico contente por citar meu nome, mas tive uma perda de uma prima que por amor acabou morrendo, um amor doente , em que uma mulher jovem, com tanta alegria se deixa ser vitima de violencia como prova de amor que era mais doença.
    Ana Paulo era como tantas outras mulheres que não tem a coragem de denunciar esses monstros que usam da violencia e depois dizem que amam.
    Não podemos deixar que o amor deixe marcar fisicas, manchas de sangue e dores profundas para os que perdem suas filhas de formam bruscas.
    Carregamos nosso filhos no ventre, sofremos, lutamos pra no fim de tudo sabermos que um monstro machucou nossa alma,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>